Visitantes

sábado, abril 19, 2008

Mulher de Costas

.
Que mentira seria descrever seus ombros.
Seus mapas, omoplatas, dobras de cócegas -
Paz e rubor.
.
Que perda de tempo seria narrar o desenho doido
que trazem as tortuosidades da sua coluna cervical
às minhas digitais encabuladas.
.
Tamanha falsidade seria então
traduzir suas margens
em teses de estética e anatomia.
Nada mais distante de você
do que uma tese.
.
Meias verdades, talvez,
não nego uma porção considerável delas,
mas todas justificadas:
um plano para seduzi-la
onde tudo em volta se resume
àquilo que não foi dito.
.
É como poesia e carne.
Um verso
pedindo que me mostre o outro.
.
.
(texto e desenho: Chuí)

9 comentários:

Wii disse...

Oi Fernando...
Cara. adorei o texoto que você escreveu eim!!
E a imagem também, você é muito bom nos dois.
Da uma passada no meu blog tbm!!
abração!!!!!

Fernando Chuí disse...

Obrigado, Wii, vou passar lá, sim.
Abração,
Chuí

Anônimo disse...

que lindo desenho!

bjs,
Débora Tavares

Anônimo disse...

Fernando, o que me impressiona no poema é a inspiração´porque é dela que brotam as palavras exatas para dizer o que se vê e o que se imagina. Seu lirismo me comove. É sutil ao extremo. Tudo é muito bonito: o desenho e o poema. Como me diz uma amiga escritora "é para pensar infinitamente". Um beijo (de frente) Au.

Yone disse...

Oi Chuí, estava com saudades. Beijo

Anônimo disse...

querido Fernando
lindo o desenho,lindo o poema!
ainda estou viajando pelo mundo e sem computador...so internet point,de vez em quando
algumas exposiçoes que vi em Sidney,Barcelona,Roma,Paris,pensei em voce e na Marcia
beijos

Fernando Chuí disse...

Que passeio bom! Mas depois me diga quem você é, ok?
Beijos!

Menezes disse...

Mulher de costas
traz a conversa
e vice-versa.

Mulher de costas
merece o verso
e vide verso...

Germano V. Xavier disse...

Meu caro, Chuí!
Saudações.
Demorei de aparecer aqui, mas sempre volto.

Como sempre, teu trabalho é digno de lausperene.

Sinto com todos os sentidos.

Grande abraço.
aparece lá no "Clube" também...

Germano