Visitantes

quinta-feira, outubro 19, 2006

Work in Progress


(Esta é uma letra que escrevi ontem; surgiu assim de "bate-pronto" quando eu olhava o céu antes de sair para dar aula. Vem da reflexão de que a solidão é somente uma invenção nossa, a ilusão de que estamos sós, tentativa vã de nos desintegrarmos do todo. Ainda não está concluída nem defini a música, mas aceito sugestões. Se estiver suficientemente boa, penso até em tocar na quarta lá no Crowne. O título veio de uma introdução que fiz para ela e que citaria o compositor minimalista.)

Erik Satie

Uma palavra risca o céu
Feito uma gilete
Ou uma nota longa de trompete
Um Nome Impróprio
Causando revolução
Na paisagem

Uma palavra corta o céu
Feito um canivete
Um Z, uma seta, um 7
Um som agudo
Gerando devastação
Na miragem

E é só você
Somente você
que agora me ouve
Só você
no fundo você
no fundo mais fundo de si
Só você
no fundo você
No fundo mais fundo de nós
Só você sabe
que palavra é esta
Só você é quem pode ler

Quem sabe
Eu

(Imagem: Fernando Chuí, 1997)

2 comentários:

heverton disse...

Bom dia Fernando

a Marcia Tiburi indicou-me o seu show.. estaremos la

se vc quiser que eu ajude na divulgação, avise no heverton@edeus.org

www.heverton.com.br

Palena disse...

Bela letra, Chuí, cantou no show?
Parece pronta, feita, em si e dó, só e tanto mais.
beijo,
Palena