Visitantes

segunda-feira, setembro 03, 2007

A Crina


Cavalgo em teus escombros.
Na superfície, ruínas;
no fundo, uma paisagem.

Vejo ali um pulsar
muito maior do que a minha paz.
Dentro de mim, uma distância
que mergulha em tuas secas;
faz dos teus ruídos
minhas preces.
Não sei te montar;
só durmo agarrado a ti
para tragar pra dentro dos meus azuis
teus pesadelos.
Na superfície, eu te aperto;
no fundo, um espasmo.
Afago a crina de cinzas
e sopro meu nome sobre ela.
Sob a nuvem de pó que se levanta
um vermelho vivo se revela.
Sei que são brasas tuas bocas,
mas beijo-as mesmo assim.
Na superfície, me queimo;
no fundo, me protejo.

Pois tua miséria é um cavalo indomável,
sem dono, sem nome,
sem cabimento.
.
Na superfície, eu te necessito;
no fundo, eu te amo..
..
.
(texto e imagem: Chuí)

12 comentários:

Anônimo disse...

Fernando,
é tão belo que o tomo para mim como se meu.
Beijo, Aurora

menezes disse...

Belíssimo.

Nada a acrescentar, até porque, quem se agarra na crina...

não precisa de sela!

Anônimo disse...

Fernando,
o comentário do Meneses é outra maravilha! Vê-se que herdas.
beijo, Aurora

Yone disse...

Sempre poético. Beijo.

Yone

Daniel disse...

Gostei muito desses versos do poema:

Dentro de mim, uma distância
que mergulha em tuas secas;

Abraços,

Daniel

Luiza disse...

De radar a invertedor: sempre entendi a necessidade como o mais fundo do amor, aí vem você a inverter!
mestre de repente é aquele que ainda não é...mas será...e já é!

rafaela disse...

Fer,
lembre-se de que os eqüinos, apesar da aparência robusta, forte, são frágeis e sensibilíssimos como eles só...

Beijos!
Lindo e profundo o poema!

Nanda disse...

"Na superfície, eu te necessito;
no fundo, eu te amo.."


AMEIIIIIII!!!! lindo demais.... li váriasss vezes ainda!! hehehe =P
you are too much!!!
A imagem também ta linda viww!!
Sabe... as vezes sinto que ja te conheço há tempos... engraçado né... hehe
tenha um otimo feriado desde ja =]]]
bjaumm

Lara disse...

Fer!!!;'')
Aaah, amei!!
Como um sonho!
Beijos,
Lara

marcia disse...

e para quem conhece a miséria (quem não conhece sendo um ser humano?) cai muito bem.
um beijo

guappo disse...

"fico olhando para o desenho e o texto vem"
palavras de fernando chui antes de escrever A Crina....
demais.....
guappo

Anônimo disse...

vc é tão denso em tudo que escreve, que quanto mais leio, mais quero ler. cada linha, mais uma descoberta. tem uma semana que não saio desse blog. obrigada por todo esse talento ;)